Saiba se os pets sentem a mudança de temperatura

Associações em defesa dos animais da selva
2 de dezembro de 2015
Afinal, todos os gatos costumam trocar o dia pela noite?
18 de dezembro de 2015

Saiba se os pets sentem a mudança de temperatura

Há quem pense que os pets não sentem frio por serem peludos, mas o que acontece é que, assim como nós,cães e gatos são animais endotérmicos, ou seja, controlam a temperatura corporal de acordo com o próprio organismo. Por isso que quando está muito calor você pode se deparar com o seu cão esparramado sobre o piso frio, ou tremendo quando o termômetro cai. “Eles tendem a procurar regiões para fazer regulação térmica”, certifica a veterinária Renata Tolezano, do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h (SP).

Contudo, a presença de pelos não deixa de ser uma proteção natural contra o frio – e a falta deles, uma defesa ante o calor. “O tamanho da pelagem influencia na sensação térmica. Raças de pelo curto tendem a adaptar-se melhor em regiões quentes e sentir mais frio nos dias gelados”, afirma Renata. Por isso, no inverno, não deixe de oferecer cobertores aos mascotes mais desprovidos de pelo e também roupas (se o animal não se incomodar em usá-las) de algodão ou tecidos sintéticos, que são leves, confortáveis e ajudam a mantê-los aquecidos. Já no verão, coloque ventiladores e muita água fresca à disposição especialmente dos animais mais peludos.

Proteção a mais

Além de terem a pelagem mais desenvolvida, raças de regiões com temperaturas baixas, como Husky Siberiano e Chow Chow, possuem outros mecanismos corporais de defesa do clima. “Esses animais, em épocas mais frias, tendem a formar uma camada adicional na pelagem para proteção térmica, principalmente em países onde o inverno é bem rigoroso”, explica Renata. Por esse motivo, eles podem se incomodar com roupas aqui no nosso país tropical.

 

fonte: http://revistameupet.com.br/

Os comentários estão encerrados.