Atedimento Especializado

Ortopedia

A Ortopedia é a especialidade médica que cuida das doenças e deformidades dos ossos, músculos, ligamentos e articulações, relacionadas ao aparelho locomotor.

Existem diversas doenças ósseas que independem do trauma, como o câncer ósseo, luxações congênitas e deformidades ósseas que necessitam de tratamento médico. As hérnias de disco, causadoras de dores intensas na coluna, podem ser operadas tanto por ortopedistas como por neurocirurgiões, dependendo de sua formação.

Fatores como idade, raça, tipo de fratura e até a alimentação dada ao animal influenciam na calcificação. O tempo de recuperação para cães e gatos dura de 45 a 90 dias. Nesse período o bichinho deve ficar o mais quieto possível, pois caso o animal não receba o tratamento adequado pode ficar com a pata torta ou, em casos graves, necessitar amputar a patinha.

Sempre após um acidente, os primeiros socorros prestados ao animal, devem ser feitos com cautela e rapidez. O animalzinho deve se carregado com cuidado. O dono do animal não deve mexer na pata machucada para evitar o risco de levar uma mordida. Em caso de fratura exposta, o ferimento deve ser coberto com um pano limpo.

Enfim, fraturas em geral, distúrbios do Crescimento; displasia Coxo-Femoral; displasia de Cotovelo, lesões ou traumas ocorrem com freqüência tanto em cães como gatos. A ortopedia veterinária e nós da Clínica Veterinária Vida Animal pretendemos diagnosticar e tratar as diversas alterações músculo-esquelético dos animais, fazendo-os receber a terapêutica adequada, com objetivo de retorno à suas atividades normais, melhorando ou mantendo qualidade de vida para cada um especificamente, de acordo com cada caso clínico.


Ginecologia e Obstetrícia

A ginecologia significa “a ciência da fêmea”, ramo da medicina veterinária que estuda a reprodução nas fêmeas. Investigando a gestação, o parto e o puerpério nos seus aspectos fisiológicos e patológicos.

A obstetrícia, intimamente ligada à ginecologia, cuida do desenvolvimento do feto, além de prestar assistência à fêmea nos períodos da prenhes e pós-parto (puerpério).

Principais abordagens:

- Acompanhamento radiográfico no final do período gestacional,
- Avaliação do desenvolvimento fetal e acompanhamento da gestação e parto pela ultra-sonografia,
- Avaliação hematológica de piometra,
- Tumor venéreo transmissível (TVT),
- Hiperplasia endometrial cística,
- Esterilização cirúrgica de machos e fêmeas caninas e felinas,
- Diagnóstico de gestação,
- Leiomiomas e fibromas vaginais em cadelas,
- Endocrinologia da gestação e parto em cadelas,
- Endocrinologia reprodutiva e controle da fertilidade da cadela,
- Acompanhamento da involução uterina pós-parto por meio da ultra-sonografia,
- Hiperplasia e prolapso vaginal,
- Interrupção eletiva da gestação,
- Mastites,
- Neoplasias mamárias,
- Pseudociese,
- Aplicação de anticoncepcionais.

Endocrinologia

As principais doenças endócrinas observadas em cães e gatos estão relacionadas ao mau funcionamento de glândulas como: tireóide, pâncreas e adrenal. Além disso, uma série de outras doenças endócrinas ocorrem nessas e em outras glândulas com menor freqüência. Os tumores (malignos e benignos) são responsáveis por várias dessas doenças. Como os hormônios atuam em diversas partes do organismo, os sinais e sintomas de doenças endócrinas sempre serão variados e relacionados a uma série de órgãos do corpo.

Alterações no apetite (aumento ou diminuição), ganho ou perda de peso, problemas de pele, aumento da sede e da micção, cegueira, fraqueza, entre outros, podem ser exemplos de sinais encontrados em animais com doença endócrina.

Fatores como idade, raça, tipo de fratura e até a alimentação dada ao animal influenciam na calcificação. O tempo de recuperação para cães e gatos dura de 45 a 90 dias. Nesse período o bichinho deve ficar o mais quieto possível, pois caso o animal não receba o tratamento adequado pode ficar com a pata torta ou, em casos graves, necessitar amputar a patinha.

Sempre após um acidente, os primeiros socorros prestados ao animal, devem ser feitos com cautela e rapidez. O animalzinho deve se carregado com cuidado. O dono do animal não deve mexer na pata machucada para evitar o risco de levar uma mordida. Em caso de fratura exposta, o ferimento deve ser coberto com um pano limpo.

Enfim, fraturas em geral, distúrbios do Crescimento; displasia Coxo-Femoral; displasia de Cotovelo, lesões ou traumas ocorrem com freqüência tanto em cães como gatos. A ortopedia veterinária e nós da Clínica Veterinária Vida Animal pretendemos diagnosticar e tratar as diversas alterações músculo-esquelético dos animais, fazendo-os receber a terapêutica adequada, com objetivo de retorno à suas atividades normais, melhorando ou mantendo qualidade de vida para cada um especificamente, de acordo com cada caso clínico.